terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Eu sou... Clive B. Capítulo Décimo Primeiro: Bebo A Vida Que É Minha

"Enganado estava aquele que recusou minha mão. Eu estendo esperança aos desabrigados de amor. E mesmo reprimindo minhas própria docência e pondo ao altar toda minha culpa, sentencio meus erros com a solidão. Eu não sou bêbado porque bebo. As drogas mais comuns e tão faladas não são o problema da humanidade. As pessoas tornam-se seus próprios demônios, e a caçada ao céu, afasta-se ainda mais cada vez que meus pulsos se abrem e as cicatrizes relembram minhas fúrias. Eu bebo a torcida negativa para a minha morte, e danço com a sombra negra da felicidade. Não sou bêbado porque bebo culpa e sofreguidão. Meu amor é auto-destrutivo, indecente. Eu reconstruo verdades, e aspiro o pó da minha realidade. Meus lábios se comprimem, numa mordida voraz, enquanto minhas mãos ficam ásperas e meus olhos calam. Eu sou dançarino das letras, contemplo a noite nos seus perigos e convites maldosos. Porque existem abraços que são como beijos, e eu bebo eles também. Mas não sou bêbado porque bebo. Nem sou feliz porque sorrio. Sou a verdade do medo, e a ressaca da compaixão. Não sou nada além de um guerreiro do nada. Mas agora você ficará sentado, vendo meu mundo girar e lidando com sua fraqueza. Eu recolhi minha mão, meu abraço e até meu beijo. Entreguei-lhe ao caloroso abraço do passado. Eu não sou bom quando amo, e tampouco me importo com as feridas que causo. Dor é a marca de nascença da humanidade, e se tu ainda não consegues respirar sem as palavras dos outros, tu não estás pronto para dançar comigo. Eu bebo porque amo. Mas bebo ainda mais porque desamo."



Eu não sou caso perdido, nem epidemia de pessimismo. Não me acho negativo como acusam. Mas entendo que sintam-se ofendidos pelos meus pontos de vista. Eu não vivo pra agradar as boas vontades. Eu luto pra mostrar outras facetas de nós mesmo. E bem, se eu não puder odiar tudo o que eu quero e amar as coisas ruins, então dane-se essa tal liberdade. Porque eu sei que posso ser amado em cada centímetro das minhas atitudes, e sei mais ainda que posso fazer-te desgostar mais rápido ainda. Eu sei aonde a ferida dói, e é sempre nela que eu quero chegar.



Eu não quero viver mais da mesma peça. O meu objetivo é o improviso. Perder a rota. Se eu quisesse contos de fadas eu viveria pela infância. Eu nadaria pelos lábios que mandam eu gostar. E nem rebelde sou. Eu só amo cada parte das confusões que causo, e mais do que isso, eu perco os sentidos em busca de algo maior.


Ok, eu não sei ao certo o que eu quero, mas ter uma vida planejada com regras e horários na certa que não é. Eu gosto mesmo é do sabor de malte das tardes inconsequentes. De olhos borbulhantes pela primeira aventura. Eu carrego os medos nas costas, e quem vem comigo, está protegido das dores. Eu as trago pra mim. E as trago. E levo.



Não há nada como a primeira vez. Só esse sabor me importa. A primeira vez repetidas vezes. Várias, incontáveis. E se eu puder extrair diversas primeiras vezes de alguém, bem, acho que estarei apaixonado. Porque para amar, eu preciso matar algo que esteja adormecido.





"Uma coisa que tenho aprendido é que as coisas mudam, as pessoas mudam e até mesmo nós, se olharmos pra trás, veremos que já não somos como éramos antes. E acho que tudo isso acontece porque vivemos, não ficamos parados, é nossa história sendo escrita. Deve ser horrível você olhar pra trás e ver que não construiu nada, que não sofreu, não chorou, não sorriu... ver que continua na mesma vida, do mesmo jeito, e na maioria das vezes por medo de fracassar. Acho que o maior covarde é quem age assim, sempre com medo de fracassar."



Dimitri, Desejo.



16 comentários:

  1. A vida parece um ilusao, nada e aquilo que os olhos querem ver ,tudo imperfeito ,uma realidade pura mas triste .A esperança renasce naquele que acredita que se pode renovar de alcançar tudo aquilo que tanto deseja ,simplesmente poder tranformar tudo aquilo que nao pode mudar ,jamais vive a vida pensando no passado como se tudo gira-se da mesma maneira ,encara o presente com a sobriedade que e necessaria para viver a mudança que tanto necessitamos .Um abraço adorei mais uma vez

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Luís, devemos tentar ser feliz, mesmo que para isso cometamos alguns erros, as mudanças só acontecem quando nos movemos... abraços e linda noite.

    ResponderExcluir
  3. _"Enganado estava aquele que recusou minha mão. Eu estendo esperança aos desabrigados de amor...Lindo, uma belezura a extenção poética da sua frase, seu texto é assim o tempo todo, instigante, leva a penasr e meditar sobra cada linha, pra vc um fratyerno abraço do tio Castanha...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Cris ou Clive...Adoro essa sua forma
    como brinca com as palavras, metaforas.
    Penso que, a VIDA é isso, uma eterna brincadeira
    onde, cada pessoa, vive do jeito que consegue
    captar e superar suas neuroses, vicios e manias...Amores fartos ou em falta, não importa, mas sim, a vontade de vive-los de forma abstrata, sem medos...Amar a si mesmo ou ao outro, ja não causa feridas e nem deixa sofrimentos, mas ainda é motivo para tua ou nossas reflexões do que seria certo ou errado, enquanto relacionado ao Amor!
    Vicios são adquiridos nos momentos em que perdemos nosso chão. talvez, como forma de nos levantarmos e seguirmos adiante, nada justifica, mas é o que acontece. Sinto o Clive como um 'brincalhão', onde adora nos confundir misturando e embaralhando teus sentimentos, momentos, pensamentos...Adoro e nem sei, se estou de acordo, mas viajo a cada leitura que faço...Continue, adoro o Clive e seu jeito despojado de ser e querer...Libertário sentimental?? Ou Romantico enclausurado pela propria dor, perda, solidão?? Abraços

    ResponderExcluir
  5. Luiz, obrigado pela visita em meu blog.
    Feliz demais com esse encontro.

    Amei ler seu sentimentos, ver brincar assim com as palavras expressando o mais diversos tipos de sentimentos emoções chega a ser um desnudamento maravilhoso, em cada frase, com certeza todos tem um encontro, uma identificação que cai bem como uma veste... Assim, em muitos pontos citados por você me vestiu muito bem. Obrigadooooo por aparecer assim no meu cantinho me dando direito de vim aqui pra esse novo universo chamado Luiz. Bom demais! E por favor, bem vindo sempre lá... e MAIS certo ainda esteja, estarei sempre aqui, lendo de você.

    Bjs e flores!

    Cássia.

    ResponderExcluir
  6. Quando vivemos e respirams os melhores sentimentos, temos mais chances para sermos felizes!
    Obrigada pela visita no meu blog.Ainda não fiz mais postagens no blog, por falta de tempo, porém este fim semana estou atualizando.
    Beijinhos, parceiro!

    ResponderExcluir
  7. Há um bom tempo que não visitava seu blog, e hoje ao passar vi seu blog e vim fazer uma visita para ver como estava e o que escreveu, vi alguns texto, o que muito me alegrou, e vim também deixar minhas saúdações. Desejo que continue a dar-nos bons textos e também que goze de boa saúde, fique na paz.
    António.
    Ps. Meu blog é o Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
  8. A impressão é de que uma vida é um jogo que deve ser jogada/vivida com toda a intensidade e que, mais ainda, o paradoxo é responsável por defini-lo e a autenticidade é uma forma de marca-lo nesse escrita vivida de casualidades.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Devemos estar em constante evolução porque a vida é dinâmica, apesar dos erros e acertos. Gosto da forma como escreve. Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Olá Luiz!
    Ah é aquilo...a Disney tem em seus clássicos muitas músicas dispensáveisp orém algumas canções são verdadeiros clássicos e bem gostosas de se ouvir.
    Ah sim tenho algumas fanfics...faz tempo que as escrevi e uma nem cheguei a terminar rs.
    Mas obrigada pelo comment..depois me diga o que achou das fanfics ^^
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Caramba... quando crescer quero escrever como você! Ahahah..
    Adoro essas reflexões meio viajadas, meio melancólicas mas verdadeiras.

    ResponderExcluir
  12. Luis, que beleza de postagem, sai anotando zilhões de citações aqui comigo, gosto de guardar o belo nas coisas que se tornarão inesquecíveis.

    Somos um misto de mundos, cada tempo uma nuance difere mais do que imaginávamos que fossemos.

    Amar dói, mas é preciso amor para seguir em frente.

    Estarei sempre por essas bandas, sigo-te

    Abraços e excelente fim de semana pra ti

    ResponderExcluir
  13. Sei que estás até meio que de mal comigo,pois não suportas minha distância...ksksksks...
    Primeiríssimamente, OBRIGADA por me visitar no dia 10/01/2013....
    Segundamente, OBRIGADA por não desistir de mim.
    Terceiramente, OBRIGADA por me receber NOVAMENTE depois de tanto tempo.
    E FINALMENTE...OBRIGADA por me aceitar como sou.
    Tive sérios problemas e só aparecia para postar uma coisa ou outra em meu blog,só para tu ver que eu estava rebolando pela área,mesmo que rapidamente...rsrsrsrs...
    Espero que na semana entrante,tudo se resolva definitivamente...e se não resolver,fazer o que...é continuar a vida,que é maravilhosa!
    Hoje é só dar satisfações...daqui para frente,vai ser aquela melecação de minha parte para contigo.
    Vê se te vicias mais e mais em mim,pois doce é aquela coisa...atrai só coisa boa...ksksksks...
    Nem precisas agradecer minha visita, pois sei que aumentei o número das tuas visitas,valorizei o tempo de permanência em teu blog e claro...DISTRIBUO SORTE,SAÚDE,AMOR,FELICIDADE E MUITO $$$$$$$$$$ quando grudo em alguém...viu como és especial?????
    NOVE(vais ter que descobrir onde te beijei...ou melhor,SENTIR) Beijos em tu...o décimo só darei se vieres buscar...ksksksks..
    CONVENCIDA?????????????
    Se não fosse,não seria eu...ksksksksks...

    ResponderExcluir
  14. Tão denso e envolvente! Parabens!
    Nely

    ResponderExcluir
  15. Opa!Demorei mas cheguei!rs

    Nossa que intensidade hein! Gosto de gente assim que combina perfeitamente como o meu jeito intenso...
    Mas o que bateu perfeito mesmo foi:"... eu não sei ao certo o que eu quero, mas ter uma vida planejada com regras e horários na certa que não é."

    Adorei tudo!Lincando!

    Muito obrigada pela visita e comentario!
    Volte e seja bem vindo!


    Beijo.
    Eu Volto.

    ResponderExcluir
  16. "se tu ainda não consegues respirar sem as palavras dos outros, tu não estás pronto para dançar comigo. Eu bebo porque amo. Mas bebo ainda mais porque desamo."

    Gosto demais da tua originalidade! ;)
    Boa semana!!!!!

    ResponderExcluir

Leia com atenção.
Não esquecendo que tudo é desenvolvido como poesia livre, seja uma crítica ou um ponto de vista.
Ninguém é obrigado a concordar, mas respeitar e ser sincero ajuda ^^