quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Fogos de Artifício:

Você já se sentiu deslocado?
Parecendo a única folha da árvore que não sucedeu ao seu papel de cair durante o outono,
Semelhante à única flor que não brotou na primavera...
Você já quis desistir de tudo?
Lapidando mentiras com um sorriso falso,
Lutando por brilhos que não podem te iluminar...
Você já se sentiu insuficiente?
Acorrentado pela futilidade que te subjulga,
Arrastado por ventos que você mal sabe pra onde te levarão...
Você já se sentiu como a única peça do quebra-cabeças que não consegue se unir às outras?
Atordoado, com visão embaçada
Descrente e incrédulo....
Saiba que você pode ser o que quiser, porque querido, você traz consigo o brilho do sol. Seu olhar carrega o raiar da esperança, centenas de borboletas no Paraíso. O seu sorriso tem a força de uma explendorosa explosão de estrelas.
Você pode ser todas as cores que transludem pelas auroras, porque o seu amor é verdadeiro. Suas lágrimas carregam tudo que sua alma sempre quis falar, então exploda...exploda como os fogos de artifício, e ilumine os céus – Ilumine os meu céu. Porque você querido, é o meu Ponto de Paz.
Mostre ao mundo do que é feita a vida. Chega de se mascarar na levianidade! Vamos parar por um minuto de etiquetar a vida e a alegria. Não importa o que você é – ou como é. Temos mania de dar nomes, procurando rotular tudo. Somos todos almas incandescentes, esperando para explodir, explodir como fogos de artifício, espantando os fantasmas do medo e da insegurança.
Mostre-me seus dentes, sua pele, seu cabelo, sua verdade! Isto serve para todos: Real pode ser o que imaginamos, então deixemos de lado os falsos pudores e vergonhas. Mostre-me na sua forma real. Altos, baixos, gordos, magros, loiros, morenos, negros, ruivos, de todas etnias, homens, mulheres, crianças, idosos, adolescentes... a beleza está aonde ninguém pode tocar. Está na verdade pela qual lutamos, nas crenças que carregamos...
O amor não pode ser tocado, mas nem por isso ele é inexistente. Deixa a alegria transbordar pelas suas veias, a extrema excitação, a hiperatividade, o delírio...Deixe seu corpo pegar fogo, incendiar e explodir, explodir como os fogos de artifício, iluminando a minha vida,e mostrando a todos que não tem medo de ser feliz. Danem-se suas idéias fúteis e pensamentos críticos. Eu quero te abraçar, para que possamos explodir, explodir como fogos de artifício numa Explosão Eterna!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. eae lulis, adorei o blog, esse poema achei muito foda, parabéns pela criatividade......estou te seguindo....MIL ABRAÇOS iuahiuahiuahiua

    ResponderExcluir

Leia com atenção.
Não esquecendo que tudo é desenvolvido como poesia livre, seja uma crítica ou um ponto de vista.
Ninguém é obrigado a concordar, mas respeitar e ser sincero ajuda ^^