quarta-feira, 22 de junho de 2011

Canção de Ninar - Parte 4:

Desiludida. É assim que se sentia a garota que usava a Meia Sete Oitavos. A garota sempre fora ingênua e sonhadora. Acreditava no verdadeiro amor e na total entrega. Porém, uma decepção mudou o caminho de seus pensamentos. Após perceber o quão ruim a índole de alguém pode ser, a menina perdeu a vontade de sonhar. Sentia-se a única pessoa decente que acreditava na pureza. A garota é a prova viva de que o meio onde se vive pode transformar a mais bucólica moçoila na mais fugaz das borboletas.

Decepcionada. Ela apagara de sua mente o tempo de sua vida em que era uma bobinha (assim a considerava, a partir de agora). Ao contrário do que possam pensar, a garota da Meia Sete Oitavos, não chorou. Passou a cuidar do jardim, como se esperasse brotar algo além de flores. E brotou. Sonhos em lápide de cristal eram tudo de que se lembrava. Era agora, uma Flor de Lótus ferida pela desonra da paixão leviana.

A jovem, que se espinhara numa rosa de dor, prometeu nunca amar, e assim não sofrer novamente. A menina que tinha os cabelos ondulados em sincronia com o vôo das borboletas e lábios de pura traição rubra apegou-se à solidão. Caçadora de corações, a menina da Meia Sete Oitavos possuía toque de Midas e beijo de Judas.

Logo, o jardim florescera como um rio d’ouro que serpenteava o planalto, e desabrochava ao pé da já conhecida Cerejeira.

Certo dia, hipnotizada com a aurora dos vagalumes e embriagada com o pólen das margaridas, a garota viu-se em frente à Grande Árvore. Então se deitando na grama e apanhando um envelope púrpura entreaberto, desdobrou uma carta que passou a ler. Nela dizia:

“Querido Coração de Leão, jamais aceitarei o fato de abandonar-me, todavia perdoarei. Lamento todos os dias, não ter estado contigo, mas saiba que seu doce amor selou minh’alma. Apesar de desacreditado, você pôde amar. Não fugi, estarei sempre a escrever-te, e através de confusas, porém magníficas almas, sei que as mensagens chegarão a você. Espero que cada consolo sirva também a vocês, que se vêem sozinhos. O amor é como um tijolo: Você pode construir uma casa ou afundar um defunto. Sei o quanto o homem é terrível, mas por mais que sintam-se fracos, apeguem-se às obras da Mãe Natureza. Afinal as estrelas sempre brilharão, as flores sempre encantarão e a brisa sempre os acolherá. E a você, meu querido Coração de Leão, desejo que leve consigo sempre e para sempre a esperança de amar...”

Menina da Íris Cor-de-Rosa

Quanto à Garota da Meia Sete Oitavos?

Bem, o que posso dizer é que daquele dia em diante, a Lótus passou a germinar ao lado da Cerejeira, amparada pelas Estrelas e acompanhada dos Vagalumes... para sempre.

18 comentários:

  1. Muita imaginação, fiquei tonto com as metáfora, muito bom mesmo, excelente.

    ResponderExcluir
  2. Bem mesmo...eu gostei muito.
    Seguindo.
    visite
    http://elizangelalopes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Muito criativo!!!! gostei bastante!!!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto. O amor sempre acaba estando presente em algo, sempre precisamos sonhar.
    Belo blog, estou seguindo.

    http://semdorsemvitoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. tô seguindo seu blog segue o meu
    http://www.bestfakesnet.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Estou te seguindo :)

    http://equaseumvideoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. coitadinha, é horrível sofrer de amor, mas o importante é não perder a esperança


    http://vivaiona.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. amo historias assim , muito bom mesmo parabéns
    beijs e seguindo ...
    segui ?
    http://carolinelebom.blogspot.com/
    Tentando interagir sonhos com realidade .
    em pensamento,poesias e textos de reflexão .

    ResponderExcluir
  10. Boa história meu querido, parabéns pelo blog, adorei! Da uma passada no meu tbm
    http://danilofutebol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. hahahaaaa!muito bom!está melhorando a cada vez!colocando sempre mais interesse sobre os posts e deichando aquele gostinho de quero mais!
    -----------------------------------------------------------
    zoeirasanimada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Texto forte, impactante mas de uma forma tão sutil que quase não percebemos sua força.
    Adorei, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  13. Fechado então!Seguindo..
    http://devorador-d6-pecado.blogspot.com/

    Ass;Botafogo

    ResponderExcluir
  14. Estou te seguindo...
    segue aí..
    www.japanesehorrorfilms.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Ahhhh, o amor é tudo de bom!! por mais que passamos por momentos difíceis nunca podemos desistir do amor!!! ♥

    ResponderExcluir
  16. legal seu blog!
    comenta o meu por favor!
    http://crisarteamorvida.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Leia com atenção.
Não esquecendo que tudo é desenvolvido como poesia livre, seja uma crítica ou um ponto de vista.
Ninguém é obrigado a concordar, mas respeitar e ser sincero ajuda ^^