sábado, 6 de agosto de 2011

Declínio do Império: Ascensão à Beira do Ódio:

Estou no limite. Onde a dezenas de lembranças atrás minha razão foi enterrada em fúnebre desonra.

Estou à beira de um precipício. Sei que Ele aguarda por mim. Nele encontrarei a libertação de tudo que me acorrenta a este teatro de gangrenas.

Estou bem no limite. Fora de controle. Sou espada e escudo em eterno duelo. A hipocrisia só terá fim no dia em que todos reis forem enforcados com as tripas dos sacerdotes.

Estou em frenético delírio de um êxtase obscuro. Estou petrificado, gritando por ajuda... mas a sete palmos parece impossível que alguém me escute.

Estou fora de mim, mas acho que nunca estive tão seguro.

Estou sozinho. Abandonado pelo meu Anjo de asas negras. Nosso pacto foi rompido e agora estou preso em irrealidades destrutivas. Estou amarrado e sendo covardemente apedrejado por mão que outrora prometeram me amar.

Mas eu devia saber que não estavam falando de amor. Só o que importa é a destruição. Ódio em brasa e um golpe final.

Estou no apogeu do meu ego, agonizando por uma ferida nele feita. Não há remédio nem cura. Estamos falando de vingança sem remorso.

Estou no ápice da fúria abrasiva. Não há amor por aqui.

Estou farto dessa indigestão. Engula suas palavras uma a uma e prove do seu próprio soro. Meu limite foi ultrapassado. Estou falando de quem fica do lado da corda que arrebentou.

Estou prestes a provar a todos que nada é o suficiente para agradar um Império – falsa promessa tatuada à desilusões.

Estou no limite, numa viagem sem volta. Estou falando de danças nas chamas.

Agora o jardim está morto e o espelho com lágrimas de sangue.

Hoje à noite farei com que todos vejam que não me amaram como deveriam.
Mas será tarde...

38 comentários:

  1. Algo me diz que tem uma 'mensagem subliminar' no título. hmmm

    Boa leitura a todos =D

    ResponderExcluir
  2. Poxa muito bom,isso tudo sai da sua mente e alma??? Parabens,poderia lançar um livro...

    ResponderExcluir
  3. quanta tristeza querido :(

    é lindo porém triste
    como a vida...

    besos calientes

    ResponderExcluir
  4. Adorei o blog, ja estou seguindo=)

    http://comestelookeuvou.blogspot.com/
    bj

    ResponderExcluir
  5. Nossa que texto ótimo, parabéns.
    Triste mais realista, como o mundo é.
    Obrigada pela visita e já estou te seguindo

    ResponderExcluir
  6. Esse texto é triste como a ingratidão, porém real tal qual vemos no dia a dia. Não generalizando, é claro, mas muito se deixam levar pelo ódio e vingança ao serem apresentados forçadamente a esses sentimentos. E isso gera uma corrente de ódio que leva à destruição. Ótimo post.

    Obrigado pela visita ao meu blog. Valeu muito a pena vir aqui e ler esta obra.

    ResponderExcluir
  7. fechado..seguindo..
    http://devorador-d6-pecado.blogspot.com

    Ass;Botafogo"olho"

    ResponderExcluir
  8. Tempos que nao passava aki.. parabens o blog continua show de bola!!!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns! Eu concordo com um de seus leitores quando disse que você deveria escrever um livro.

    Gostei muito do seu blog e já estou seguindo (:

    Abraço!

    http://moleculasbipolares.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Nossa, durante algum tempo fiquei refletindo sobre o seu texto. Me pareceu um tanto misterioso. E não sei se consegui captar todo o sentido pretendido, bem como a mensagem subliminar. Mas, assumindo a licença poética do leitor, e a possibilidade de interpretar como ele conseguir, aqui vão minhas opiniões:

    Primeiro imaginei um cenário um tanto funesto. Triste, como o eu-lírico. Esse cenário era o inferno. Um penhasco - como descrito - no meio do nada.

    Em seguida, imaginei a situação. Suicídio. Principalmente por causa disso:

    "Hoje à noite farei com que todos vejam que não me amaram como deveriam.
    Mas será tarde..."

    Por fim, tentei analisar o título. Nesse ponto, nada conclusivo. Apenas algumas ideias. O Império em declínio seria a vida? Ou a sociedade? Ou os sentimentos bons? Algo positivo, para que seu declínio seja simultâneo à "ascensão à beira do ódio".

    Enfim, posso ter viajado muito. Mas acho que, se o seu texto causou dúvidas em mim, cumpriu um dos objetivos dos bons textos: fazer refletir.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. As vezes nos sentimos assim, a beira do fim, a ponto de acabar tudo de vez. Nutrir sentimentos como esse fazem bastante mal. Gostei do texto, retrata de forma enigmática fatos reais e notórios no nosso dia a dia .

    ResponderExcluir
  12. nossa, que triste esse poema :/
    http://apaixonadasporcosmeticos.blogspot.com/
    Curta Apaixonadas por Cosméticos no Facebook
    @Ap_Cosmeticos

    ResponderExcluir
  13. é meio triste mas tem tudo a ver com uma fase da vida onde todos passamos e é bom em minha opinião deixar a raiva e o odio aflorar um pouco

    ResponderExcluir
  14. Já seguindooo meu bem adorei o blog tah?
    ótima semana pra ti abraços!

    http://confessions1992.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Eu amei o poema, eu amo poema neste genero triste, acabamos por colocar neles todo nosso disgosto com o mundo, pessoas e até com nós mesmos...no fim sai uma coisa profunda e marcante...Tenha uma linda semana...

    ResponderExcluir
  16. Olá, passei por aqui e estou te seguindo, vc não curtiu o meu site: http//www.wix.com/universochic/escovistacom

    ResponderExcluir
  17. Uau,você escreve muito bem,Lulis!Nossa,eu li duas vezes e me arrepiei.Ando sentindo tudo isso ultimamente...Poxa,curti mesmo!!Baita abraço!!! =D
    http://thecinefileblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Obrigadão por todos comentários. De verdade fico mega feliz por ver que vocês gostaram, e que de alguma forma o que eu escrevo causa alguma sensação/sentimento a quem lê *-*


    Ps* Vinicius: comentário e análise muuuuito pertinente ^^ É bem por aí mesmo. Tu sacou a ideia.


    Quanto ao título: Além de passar a mensagem que o Vinícius disse, do 'declínio da vida' e tudo mais, e com base no cenário que possivelmente foi descrito (inferno, como definiu o Vini), é possível pegar a primeira letra de cada palavra do título ;)

    ResponderExcluir
  19. Nossa , Parabéns , mt boooom , de verdade ! *-*


    To seguindo seu blog ;]
    segue o meu ? http://www.wanessacarvalhoem.blogspot.com/

    um beijo :*

    ResponderExcluir
  20. Oi amigo obrigado pela visita, também estou te seguindo e qual a ideia que tu teve, fiquei curioso!
    Abração!

    ResponderExcluir
  21. Adorei conhecer seu blog, já vai pra lista dos meus favoritos.

    Sou o Johnnye Rocha, estudante de Letras e realizo um projeto onde escreverei artigos sobre a ideologia contida na linguagem de blogs, gostaria da sua participação enquanto blogueiro, um questionário está disponivel em meu blog, o http://anjocompulsivo.blogspot.com Adoraria que você participasse, sua opinião muito me interessa

    Os trabalhos citarão diretamente blogs e blogueiros, promovendo a divulgação do seu trabalho nos seminários a serem apressentados em toda a bahia.

    Obrigado
    visite o Anjo Compulsivo.

    ResponderExcluir
  22. QUe texto forte! Denso,ele me soa como um grande desabafo, um basta, um grito muito mais de indignação do que propriamente de dor, ou ódio, ou revolta. Consegue com a força das palavras provocar emoções em quem lê, o que é uma mostra de profundo talento!

    Parabéns!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Uau... intenso!
    Passei para fazer uma visita e curti MUITO.
    Parabéns pelo BLOG.


    http://plumitivoledor.blogspot.com/
    =]

    ResponderExcluir
  24. Você escreve super bem, muito bacana o conteúdo de seu blog. Valeu por comentar e seguir meu blog

    http://thecinefileblog.blogspot.com/

    abração!

    ResponderExcluir
  25. Oi
    Muito obrigado por acessar nosso blog!!!
    Continue nos acompanhando que em breve teremos mais novidades.

    *Gostamos do seu trabalho também...continue assim.

    Shows pelo Brasil.
    Valter- Diretor
    Caroline - MKT

    Blog:
    http://showspelobrasil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. A vida é uma constante oscilação..com momentos que nos faz odiar á tudo...mas acredito que tudo passa.

    gostei do blog..to seguindo.Se puder me segue também =)

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Seu texto tem um quê de 3 Doors Down com Lady Gaga. Achei bem bacana!
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  28. bem profundo e bem triste se texto cara.
    se precisar de um amigo
    sou todo ouvidos.

    ResponderExcluir
  29. Tenso...
    Mas muito bonito.

    Bjos
    Seguindo vc!

    ResponderExcluir
  30. Ja comentei mas vamos again é um pouco triste mas tem estilo

    ResponderExcluir
  31. Haha íncrivel! Adorei!

    http://mmmorango.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Todo mundo falando que o texto é triste, mas fazer o que se as lagrimas são o espelho da alma? Adorei (:

    ResponderExcluir
  33. Eu achei muito interessante a sinceridade contida neste post que parece ter sido escrito para se desabafar a respeito de sentimentos negativos como a revolta e o ódio. Você faz poesia com isso e tal ato é para poucos como talento. Meus parabéns.

    ResponderExcluir
  34. Oi,amiguinho(achei legal seu blog),visite/siga o Blog do XANDRO(meu blog)vc vai gostar!;)

    http://blogdoxandro.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Leia com atenção.
Não esquecendo que tudo é desenvolvido como poesia livre, seja uma crítica ou um ponto de vista.
Ninguém é obrigado a concordar, mas respeitar e ser sincero ajuda ^^